Sead autoriza contratação de 122 novos profissionais para a Santa Casa

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) autorizou a contratação de 122 profissionais para reforçar o atendimento intensivo na Santa Casa de Misericórdia do Pará. Serão 20 médicos, 15 enfermeiros, 50 técnicos em enfermagem, 10 maqueiros, 10 assistentes administrativos, dois nutricionistas, cinco fonoaudiólogos e 10 fisioterapeutas. A prioridade na contratação será de profissionais do Estado e, caso as vagas não sejam preenchidas, uma chamada nacional será realizada. E já na próxima semana, uma nova Unidade Neonatal de Terapia Intensa (UTI), com 10 leitos, entrará em funcionamento no hospital.

Para a presidente da Fundação Santa Casa de Misericórdia, Eunice Begot, a autorização de contratação desses  profissionais permitirá a abertura de mais 25 leitos no hospital (10 na UTI, 10 no semi-intensivo e cinco de cuidados intermediários). "Com o trabalho desses profissionais, o governo do Estado proporciona a abertura de mais leitos para atender uma demanda crescente na Santa Casa”, disse Eunice Begot.
 
A nova UTI funcionará no espaço onde atualmente está a ala de Cuidados Intermediários (UCI). Esta ala será transferida para outro setor, onde funcionava a sala da Diretoria Assistencial, e contará com mais cinco leitos. Atualmente, a Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) dispõe de 97 leitos, sendo 20 para Cuidados Intermediários, 15 para o Setor de Transição, 20 para Semi-Intensiva, 14 para o projeto Mãe-Canguru e oito na ala cirúrgica. Os 20 restantes são destinados a Outras Afeções, que funciona no Hospital Jean Bittar. O Setor de Transição continuará atendendo os bebês que saem da sala de parto, independentemente dos seus estados clínicos.
 
Redução de demanda - A ação faz parte do plano emergencial de atendimento, determinado em julho pelo governador Simão Jatene, durante visita à Santa Casa. Na época, o governador anunciou que o governo do Estado alugara o Hospital Galileu, localizado na Rodovia Mário Covas, para diminuir a demanda da Santa Casa. No Galileu foram disponibilizados mais 100 leitos. Jatene anunciou, ainda, obras de ampliação do Hospital Abelardo Santos, no distrito de Icoaraci, para atender a população de Belém.
 
A secretária adjunta de Estado de Saúde Pública, Heloísa Guimarães, explica que, para executar o plano emergencial, técnicos do Ministério da Saúde, por meio da Rede Cegonha, estão em Belém desde a semana passada, trabalhando diariamente em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). “O trabalho é de vinculação dos postos de atendimento, das maternidades de apoio, para que os pacientes possam ser referenciados para esses locais, e assim evitar superlotações. Apenas nos casos de alto risco, esses pacientes estão sendo encaminhados à Santa Casa”, informa a secretária.

 

 
 
Fonte: Agência Pará