Participantes de cursos recebem certificado de conclusão

Na manhã desta segunda-feira (04), o auditório da Casa Civil ficou lotado para um ciclo de palestras para os concluintes dos cursos dos projetos Cozinha Sustentável e Cultivando Flores e Vidas, desenvolvidos pelo Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC). Os catadores empreendedores do projeto Utinga Sustentável também participaram do evento que ofereceu orientações sobre o tema cooperativismo e associativismo, pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme); empreendedorismo pelo Sebrae-PA e linhas de crédito através do CredCidadão, que fomenta pequenos empreendedores do Estado.

 
Na mesma ocasião, foi feita a entrega da certificação para 56 pessoas que concluíram os cursos de processamento de frutas e de jardinagem. A primeira-dama Ana Jatene esteve presente e prestigiou a entrega dos certificados para os concluintes dos cursos. Ela destacou a importância de projetos que apresentam o modelo sustentável de empreendedorismo. “Esses certificados que estão sendo entregues são fruto de um esforço de todos os alunos, que saíram das suas zonas de conforto, e procuraram qualificação. Hoje em dia não existe a possibilidade de não nos reciclarmos, a educação sustentável é o que nos forma. O projeto Utinga Sustentável é um exemplo de ação que vai fazer a transformação em um bairro, melhorando a vida de todos os moradores”, enfatizou.
 
“É muito gratificante receber vocês aqui com o auditório cheio de pessoas com esperança e vontade de fazer a diferença. E recebê-los aqui é um sinal de que todos os cursos ofertados pelo NAC e os nossos parceiros deram certo. Não ficamos só preocupados em ofertar os cursos, nós queremos saber também o resultado que eles trouxeram na vida de vocês”, disse a diretora geral do NAC, Daniele Khayat.
 
O projeto Utinga Sustentável tem como objetivo a implantação de pontos de coleta de material reciclável no entorno do Parque, além de capacitação e acompanhamento de catadores empreendedores que serão responsáveis pela “Rota de Reciclagem” no local. Serão instalados pontos de coleta seletiva em comércios, centros comunitários, escolas, entre outros; onde serão depositados materiais recicláveis gerados pelos estabelecimentos e moradores próximos.
 
Para o morador e participante do projeto, Rosenildo Silva, a manhã de palestras realizada pelo NAC, só veio ajudar a tirar as dúvidas de como eles podem usá-lo de forma empreendedora. “O projeto está fazendo com que as pessoas aprendam a reciclar. Precisamos alertar a população dos riscos do não armazenamento correto do lixo, e esse curso só está me proporcionando mais conhecimento sustentável”.
 
Os catadores empreendedores vão ser responsáveis pela retirada dos materiais e destinação ambiental adequada, de acordo com cada tipo de lixo como papelão, alumínio, vidro e outros. A intenção é que eles vendam para empresas que comercializam esse tipo de material. Gerando renda para eles e deixando o bairro mais limpo.
 
Colaboração: Jessica Almeida - Ascom NAC
 
 
 
Por Erika Torres