Iasep oferece cota especial a segurados que queiram parar de fumar

 

 O Dia Mundial de Combate ao Fumo, lembrado em 31 de maio, é marcado por várias ações de combate a esse hábito em todo o mundo. Antecipando a data, o Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) está dando aos segurados do plano uma cota especial para iniciar o tratamento a laser para combate ao tabagismo. Durante todo o mês, as consultas para quem começou o tratamento não serão debitadas das cotas anuais de procedimentos.

 

“O Ministério da Saúde aponta pelo menos 50 doenças ligadas ao tabagismo, como o câncer e problemas cardíacos. Mais do que alertar, é preciso criar incentivos para que o fumante abandone o vício”, diz o presidente do Iasep, Kleber Miranda. Através do plano de assistência, os servidores públicos segurados e seus dependentes têm acesso a um tratamento contra o vício não apenas do tabagismo, como também do álcool e drogas. O serviço também oferece tratamento contra ansiedade e compulsão alimentar.

 

O processo tem início com uma entrevista onde é avaliado o grau de dependência e o nível de comprometimento do paciente com a suas próprias necessidades e com o tratamento em si. O método utiliza o laser em pontos de acupuntura, através da bioestimulação. O raio laser é leve, frio e indolor. Sua aplicação proporciona a inibição ou sedação da vontade de fumar e auxilia no controle da síndrome de abstinência.

 

No tratamento, o paciente não é um mero espectador e, sim, um participante ativo, visto que sua determinação é um componente essencial. O fumante precisa trabalhar basicamente três itens: a dependência física à nicotina, o hábito (associação do cigarro ao cotidiano) e a perda do prazer de fumar. O paciente é paciente é acompanhado  e orientado durante o processo de desintoxicação do organismo, estimulado com a ingestão de muita água e a prática de exercícios físicos para a reeducação do corpo e o equilíbrio orgânico. Há ainda um acompanhamento de 90 dias feito pela clínica conveniada, se houver necessidade.

 

Para obter o benefício, o segurado precisa apenas de encaminhamento médico, indicando a necessidade de tratamento, que pode ser feito por clínico geral ou médico especialista. Mais informações sobre o tratamento podem ser obtidas no site do Iasep (www.iasep.pa.gov.br).

 

Texto:

Ettiene Angelin - IASEP

Fone: (91) 4006-7962 / 4006-7903 / (91) 8134-7163

Email: imprensa@iasep.pa.gov.br / ettieneangelim@gmail.com