Governo amplia ações de prevenção a acidentes de trabalho nos órgãos estaduais

Nesta sexta-feira, 27, o Brasil comemora o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho. Para marcar a data o Hospital Ofir Loyola (HOL), em Belém, organiza nesta quarta-feira, 25, uma programação especial para alertar os mais de dois mil funcionários do estabelecimento sobre como manter o local de trabalho seguro e salutar. Mas ações como esta vem sendo cada vez mais incentivadas em todos os órgãos da administração direta e indireta do Estado, que tem investido na ampliação da assistência de saúde ocupacional para servidor.

No Ofir Loyola, a ação é realizada pelo Grupo de Trabalho de Assistência ao Servidor, instalado no hospital desde 2006. O engenheiro e a enfermeira do Trabalho Odir Lourinho e Maria do Socorro Maia fazem parte do grupo e na programação de hoje orientaram os servidores do HOL quanto à utilização dos equipamentos de segurança e a como agirem em caso de acidente durante as atividades profissionais. “Precisamos sensibilizar os funcionários principalmente em relação ao uso dos equipamentos de segurança. No hospital, por exemplo, reforçamos o cuidado com materiais perfurocortantes”, explicou a enfermeira.

Segundo Lourinho, a ação desta quarta-feira é mais um alerta para os funcionários do HOL, que mantém um trabalho permanente de prevenção de acidentes. “É preciso difundir sempre estas informações, instruindo os servidores em relação à prevenção e, principalmente, à assistência que lhes garantida caso sejam vítimas de acidente no ambiente laboral. Aqui trabalhamos constantemente com o grupo, que possui uma equipe multidisciplinar para prestar assistência aos funcionários”.

Assistência

No Pará, o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho também será marcado pela ampliação da assistência ao servidor público. A Diretoria de Saúde Ocupacional (DSO), ligada à Secretaria de Estado de Administração (Sead), está implantando um novo sistema que irá facilitar o registro de casos de acidente nos órgãos estaduais, bem como a assistência que será prestada com o auxílio da Universidade do Estado do Pará (Uepa).

“Essa é uma lacuna que o governo está preenchendo com a implementação destes novos serviços no atendimento ao servidor que se acidenta durante as suas atividades profissionais. O que acontece, às vezes, é que o servidor se acidenta no serviço, mas não registra o ocorrido como um acidente de trabalho. Com o novo sistema ele poderá comunicar ao RH do seu órgão, que fará o registro. Aqui na DSO ele será periciado e, de acordo com o caso, será encaminhado para a clínica da Uepa, a partir do convênio que firmaremos”, afirma a coordenadora da DSO, Sandra Henderson.

Ela ressalta que a perícia e a assistência não são os únicos benefícios oferecidos aos servidores. “Nós temos um trabalho de divulgação constante nos órgãos do Estado. Ministramos palestras, informamos os cuidados necessários, falamos sobre a utilização dos equipamentos individuais e coletivos de segurança, e além disso também fazemos vistorias para garantir a prevenção”, informa Sandra, que coordena o trabalho desenvolvido na capital e em mais 13 polos da DSOP no interior.

Fonte: Agência Pará